fbpx

Dicas para descartar autopeças usadas

Quando o assunto é consciência ambiental e medidas ecológicas para preservação da natureza, é de suma importância pensar no descarte de autopeças de maneira sustentável, visto uma série de substâncias químicas e materiais, os quais constituem essas peças de automóveis, como metais, plásticos, borrachas, tintas e lubrificantes, serem prejudiciais ao meio ambiente e, também, para a saúde humana.

Desse modo, é fundamental saber o que você pode ou não pode fazer, os locais que você pode deixar determinadas peças, qual a melhor forma de descarte e quais medidas você pode tomar para contribuir com o meio ambiente.

Inicialmente, é válido ressaltar que, como todos sabem, determinados materiais levam anos e anos para se decompor, como, por exemplo, o plástico (cerca de 500 anos), o metal (mais de 100 anos), o alumínio (200 a 500 anos) e a borracha (tempo indeterminado). Portanto, se você deseja, de fato, ajudar o meio ambiente, o ideal é reusar peças, pois assim você estará fazendo a sua parte no que diz respeito à reciclagem. 

Quando as peças chegam, realmente, ao fim da vida útil e não podem mais ser reutilizadas, o ideal é mandar para instituições próprias que realizam a coleta e a reciclagem desse novo lixo, haja vista que, embora não tenha utilidade e qualidade para servir como autopeças, os componentes podem ser reaproveitados de outra forma no ramo civil. 

Está precisando fazer o descarte de autopeças usadas ou de baterias automotivas, mas, não sabe por onde começar? Confira as dicas a seguir, as quais podem te ajudar! 

  5 DICAS PARA O DESCARTE DE MATERIAIS AUTOMOTIVOS: 

bateria automotiva

  • DEIXE A PEÇA NA OFICINA MECÂNICA

Quando você vai até uma oficina mecânica e realiza a troca de uma peça do seu carro, seja por peças novas seja por autopeças seminovas, aquela retirada do seu veículo não terá mais utilidade para você. Então, o ideal, é deixar essa autopeça no estabelecimento o qual você fez a manutenção do seu automóvel, pois, nesses locais, já há a destinação desses tipos de materiais para a reciclagem, o que é mais cômodo e prático, porque você não terá que procurar outras instituições para isso. 

  • DEIXE PNEUS USADOS EM PONTOS PRÓPRIOS DE COLETA

Existem companhias próprias que recebem pneus que não possuem mais utilidade. É importante a destinação correta desse material feito de borracha, pois além da difícil decomposição, pode virar foco de dengue. Não deixe pneus entulharem na sua casa, existe local certo para esse descarte! 

  • APROVEITE O SISTEMA DE TROCA

Muitos centros de desmanche, utilizam o sistema de troca, isto é, você entrega peças veiculares não utilizáveis e, em troca, você recebe produtos novos ou revitalizadas, as quais oferecem qualidades e garantias semelhantes às dos originais. 

  • LEVE AS BATERIAS DOS AUTOMÓVEIS AOS REVENDEDORES

É de conhecimento geral que substâncias tóxicas, como chumbo, mercúrio e ácidos, são componentes constituintes das baterias. Portanto, para garantir que o descarte seja realizado da maneira correta, passando por todo o processo de descontaminação e de reaproveitamento para outros fins, o indicado é levar, de volta, para o local o qual você a comprou. 

  • LEVE, PARA LOCAIS CERTOS, OS FILTROS DE ÓLEO E O ÓLEOS:

Não descarte óleos e filtros de óleos em qualquer lugar! Os materiais e as substâncias que o compõem são altamente prejudiciais ao meio ambiente e à saúde humana, visto os metais considerados pesados e os compostos caracterizados como oxigenado. 

Primeiramente, para evitar vazamento, faça o armazenamento correto e, depois, leve a uma instituição própria, a qual irá executar todos os processos adequados de descontaminação e de reutilização. 

CONCLUSÃO

 É dever de todo cidadão brasileiro e de toda instituição governamental, ou não governamental, adotar medidas que visem a preservação do meio ambiente e da saúde humana. Nesse sentido, o descarte de autopeças deve ser realizado de modo adequado e consciente por todos.

Add Comment