Progressiva sem formol x progressiva com formol

O mercado disponibiliza diversas opções de progressivas e tratamentos para alisar os cabelos, são tantas que fica até difícil escolher qual devemos usar, principalmente se tratando da dúvida cruel entre optar pela progressiva sem formol ou com formol. 

A escova progressiva, nada mais é do que um procedimento famoso para alisar os cabelos e reduzir o volume e o frizz. É um tratamento feito com um creme que auxilia na solução de problemas capilares, como pontas duplas, fios ressecados, sem forma e até indisciplinados.

Afinal, o que é formol?

cabelo com e sem formol

O formol ou formaldeído, como também é conhecido, é um composto químico orgânico pertencente ao grupo dos aldeídos. Tem como fórmula molecular o CH2O. Anteriormente todas as escovas progressivas eram feitas com formol, mas a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou que os produtos usados para esse tipo de tratamento não podem ter mais de 0,2% de química em sua concentração. 

A Anvisa decidiu regularizar a elevada taxa de formol nas escovas progressivas porque

em contato com o calor do secador a progressiva libera vapores com odor penetrante e irritante, que no caso de serem inalados podem causar intoxicação aguda, irritação para pele, olhos, nariz, trato respiratório e mucosa. 

A diferença entre progressiva com e sem formol 

A principal diferença o nome já diz, uma contém a concentração de formol e a outra não, para se decidir qual das duas deve escolher, basta entender, junto ao profissional que te atenderá, o que o seu cabelo precisa. Cada pessoa tem um tipo de fio, e é extremamente importante que um cabeleireiro profissional avalie cada situação, já que o cabelo pode levar ou não coloração, pode apresentar descamação do couro ou queda, são muitos os aspectos. Só ele será capaz de verificar o melhor tipo de escova para cada pessoa. 

A progressiva sem formol alisa menos do que a com formol, mas é uma ótima opção para alisar o cabelo naturalmente e com uma segurança maior para a saúde. Ela elimina o frizz e reduz o volume consideravelmente, além de claro, não causar nenhum dos malefícios citados mais acima.

Para quem acha que vale encarar as irritações de uma escova progressiva com formol e se o fio suportar o tipo de química, também vale a pena, já que o tratamento alisa mais e permanece por mais tempo no cabelo.

 

A maneira de diferenciar as duas é importante, claro, observar o rótulo e embalagem do produto e verificar se está escrito que contém formaldeído ou polifomol. Outra maneira de identificar é na hora da escova, quando o produto solta fumaça ou tem um cheiro estranho é possível que tenha formol na sua composição.

Contraindicações 

A progressiva é indicada para quem tem cabelos crespos, volumosos, enrolados e que deseja manter um cabelo com aspecto alisado, mas deve-se tomar cuidado, porque não é todo tipo de cabelo que suporta a técnica, já que alguns fios são mais porosos e podem ser danificados pela técnica. 

Quem mais deve ter cuidado com o procedimento são aqueles que tem couro cabeludo sensível e cabelos muito oleosos. Quem tem os cabelos virgens também devem evitar, já que os efeitos não são tão efetivos.

As crianças não podem fazer escova progressiva ou qualquer outra forma de tratamento químico, inclusive está escrito no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). É indicado que as grávidas também tentem evitar esse tipo de procedimento que alisa o cabelo, porque a química pode afetar a sua saúde e a do bebê. No caso das progressivas sem formol elas acabam não sendo tão nocivas.

Add Comment