Concurso Público Polícia Civil 2018

Os concurseiros que sonham em ser policiais podem ter uma chance de ouro em 2018. A Polícia Civil do Estado de São Paulo está analisando a escolha de banca examinadora para a realização de concurso público para o órgão ainda esse ano.

Concurso Público Polícia Civil

O certame foi autorizado em novembro de 2017 pelo Governador do Estado, visando ao preenchimento de 2.750 vagas em todas as carreiras da Polícia Civil. Ressalte-se também que foram empossados, somente em 2017, 1.240 novos policiais civis para reforçar a segurança do Estado. Segundo a Secretaria de Concursos Públicos da Acadepol, os editais já estão em fase de finalização pelas Comissões Organizadoras. Com a escolha da banca, a expectativa é de que o edital seja publicado o mais rápido possível.

Vagas

Das 2.750 vagas, 1.100 são para cargos de nível médio e 1.650 para carreiras de nível superior. A distribuição se dará da seguinte maneira: dentre os cargos de nível médio serão 300 vagas para Agente de Telecomunicações, 400 para Agente de Polícia, 200 para Papiloscopista Policial, 200 também para Auxiliar de Papiloscopista; dentre as carreiras de nível superior serão 600 vagas para Investigador de Polícia, 800 para Escrivão e 250 para Delegado.

Todas as admissões serão feitas em concordância com o Estatuto dos Servidores Públicos Civis do Estado e demais legislações pertinentes, o que garante direito à estabilidade após 3 anos de serviço. Para os cargos de Agente Policial e Auxiliar de Papiloscopista, o salário inicial é de R$ 2.793,60; já os Papiloscopistas e os Agentes de Telecomunicações, inicial de R$ 3.451,78. Além do salário básico, todos os cargos supracitados tem direito a adicional de insalubridade, no valor de R$ 634,78. No caso dos cargos de nível superior, os vencimentos iniciais são de R$ 4.194,76 para os Investigadores e Escrivães, já considerado o adicional, enquanto que um Delegado em começo de carreira começa ganhando R$ 10.142,55, também com o adicional incluído.

Aplicação das Provas

A tendência é que as provas para todos os cargos sejam aplicadas no mesmo dia e no mesmo horário para forçar os candidatos a optarem por apenas um cargo e assim evitar posteriormente que os candidatos aprovados nos cargos de menor remuneração não assumam por já terem sido aprovados nos cargos de remuneração maior. Também é certo que haverá uma prova objetiva e uma prova discursiva.

A defasagem dos quadros de servidores da Polícia é fato consumado desde 2013, o que vem ensejado até mesmo processos judiciais contra o governo. Por tal razão, o governo pretende chamar o máximo de aprovados possíveis. Além do mais, há uma proposta de lei na Assembléia Legislativa que propõe uma reestruturação completa nas carreiras policiais. Portanto, a Polícia Civil continuará em pauta por algum tempo ainda. Vai perder essa chance?

Add Comment