Pular para o conteúdo

Como comprar um apartamento sozinha: 5 dicas

PUBLICIDADE CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Se você é mulher e tem mais de 18 anos, deve pensar em como comprar um apartamento sozinha. Por isso, saiba que é possível, mas depende que você fique bem atenta a muitos detalhes.

Ser independente quer dizer ir atrás das suas ambições e realizá-las por conta própria, com muita organização e disposição.

Como comprar um apartamento sozinha

No entanto, se você quer dicas de como adquirir um apartamento sozinha e conquistar mais um propósito na sua trajetória pessoal e financeira, você está no post certo!

PUBLICIDADE CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Afinal, comprar um apartamento demanda planejamento, disciplina, organização financeira, determinação de prioridades e o mínimo de conhecimento prévio sobre o assunto.

Como comprar um apartamento sozinha?

Entendendo os seus motivos para investir em imóveis e desejando aprender como comprar um imóvel, confira algumas dicas de como comprar um apartamento sozinha!

1. Tenha um planejamento financeiro

Primeiramente, para conquistar seu apartamento, é necessário cuidar da parte essencial de qualquer processo de aquisição: seu dinheiro. 

Para adquirir qualquer bem ou conquistar um objetivo é necessário se organizar financeiramente, no entanto, é momento de anotar tudo.

Se seu intuito é juntar uma quantia para adquirir um apartamento, ele deve ser sua máxima prioridade, é necessário que suas finanças estejam em ordem e todas as suas decisões financeiras conforme o seu objetivo.

Desta forma, além de se desfazer de dívidas externas e cortar despesas desnecessárias, será necessário desenvolver um plano de ação, baseado nas respostas para as perguntas a seguir:

Qual valor preciso economizar para ter certa quantia no período X? Quais providências irei tomar para aprimorar minha performance financeira dentro desse período? Quais despesas poderão ser cortadas ou evitadas para que meu propósito seja alcançado com mais facilidade?

2. Saiba sobre a dinâmica do mercado imobiliário

Não se engane, adquirir um imóvel é mais do que ter somente condições financeiras, entender a dinâmica do mercado imobiliário procurando um negócio lucrativo também deve fazer parte desse processo.

Afinal de contas, mesmo sendo um setor de investimento mais estável do que o mercado financeiro, por exemplo, o ramo imobiliário também conta com épocas menos vantajosas do que outras para investir.

Desta forma, além de optar por um imóvel e fechar negócio, também é necessário observar o momento macroeconômico geral e achar a melhor hora para fazer o investimento.

3. Escolha entre um apartamento novo, usado ou na planta

Agora chegou o momento de decidir que tipo de imóvel você deseja adquirir sozinha: 

  • Um novo apartamento – pronto para residir;
  • Um imóvel usado, mas com as características que você deseja, no prédio e região que você sempre quis;
  • Ou um imóvel na planta, ainda em construção.

Um apartamento novo ou um que já está pronto para morar oferece imediatismo para o adquirente, caso você queira sair do aluguel ou da casa dos pais rapidamente, por exemplo. 

Em contrapartida, um apartamento na planta permite tempo de organização e condições de pagamento mais flexíveis, dado que você estará financiando a construção do seu imóvel durante aproximadamente 3 ou 4 anos.

Para tomar uma decisão, coloque na ponta do lápis as vantagens e desvantagens de cada alternativa e, com base nisso, faça uma escolha baseado na sua situação financeira e no seu objetivo de vida.

4. Escolha a localização do imóvel

Após optar pelo tipo de apartamento, chegou a hora de definir onde ele será localizado. Qual região você quer morar: perto do trabalho, no centro da cidade, perto da escola dos filhos, perto da praça que você gosta de frequentar?!

Nesse momento também é interessante levar em consideração seus objetivos de vida, onde você quer estar daqui alguns anos, se quer construir uma família, se deseja ficar perto de seus pais, por exemplo. 

Basicamente, quanto melhor for a localização do seu apartamento, mais valorizado ele ficará no futuro. Por outro lado, quanto melhor for à localização do imóvel, mais caro será para comprá-lo. 

5. Compareça no imóvel antes de fechar o negócio

Assim que decidir qual o tipo de imóvel e sua localização, chegou à parte de visitar os imóveis. 

Uma boa visita aos apartamentos pré-selecionados evita que você tome uma decisão errada com base em imagens editadas, além disso, conhecendo-os de perto é possível fazer uma avaliação da qualidade da construção e também dos acabamentos.

Caso escolha um apartamento na planta, faça uma visita, se possível, com o apartamento decorado, que é uma simulação de como será o imóvel comprado quando pronto, mobiliado e decorado.

Confira abaixo o vídeo de Como comprar um apartamento sozinha aos 18 anos de idade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0